Select Page

Em breve carros voadores poderão se tornar uma realidade no Brasil. A Uber quer implementar seu serviço de carros voadores, o Uber Air, em três cidades. Dallas e Los Angeles já foram selecionados e receberão, pelos próximos cinco anos, testes para o projeto. A grande novidade para nós, brasileiros, é que no dia 30/08 o Uber anunciou o Brasil como um dos cinco países finalistas para a terceira escolha e ainda explicou, em nota enviada à imprensa, as razões pelas quais o país é um grande candidato a receber essa inovação:

  1. Pelos grandes mercados consumidores como Rio de Janeiro e São Paulo.
  2. Por ser sede da Embraer, parceria americana do desenvolvimento do Uber Air.
  3. Por conta da grande frota de helicópteros nas grandes cidades.
  4. Pela demanda clara para o serviço aéreo compartilhado.

 

Os países que concorrem com o Brasil são: Japão, índia, Austrália e França. Todos possuem grandes cidades e, consequentemente, o congestionamento faz parte do cotidiano de seus habitantes. Além disso, o fato de estabelecerem parcerias tecnológicas com o Uber é outra característica em comum. O que pode ser decisivo? O tamanho do mercado, o compromisso das autoridades locais e as condições de operação, segundo a própria empresa.

Segundo o site oficial, “a parceria com as três cidades de lançamento permitirá um equilíbrio entre o foco e a diversidade, que estabelecerá o serviço para o sucesso a longo prazo nesses locais.” O projeto  busca transformar completamente o modelo de transporte com o uso dos veículos elétricos baseado em decolagem e aterrissagem vertical (VTOL) e tem como objetivos ”operar o demonstrador a partir de 2020 e iniciar as operações comerciais em 2023”. O Brasil está pronto para decolar.