Select Page

Em geral, as linhas de metrô subterrâneas não precisam ser construídas muitos metros abaixo da superfície. Porém, quando o relevo de uma cidade apresenta características particulares — como a presença de leitos de rios e pântanos — a alternativa encontrada pelos engenheiros é descer cada vez mais em direção ao centro da Terra. É este o caso da capital da Ucrânia, Kiev, que abriga a estação de metrô mais profunda do mundo.

metrô

Chamado de Arselna, o terminal inaugurado em 1960 — época em que a Ucrânia era uma das repúblicas da antiga União Soviética — está a nada menos do que 105,5 metros de profundidade. Para chegarem até o local de embarque, os passageiros levam incríveis 5 minutos e precisam descer dois lances de escadas rolantes que parecem não acabar nunca.

O lugar é uma das 50 estações do sistema metroviário de Kiev, que transporta diariamente 1,4 milhão de pessoas em seus 63,7 quilômetros de extensão. Para alguns usuários da rede, a arquitetura da estação, em vez de diminuir a sensação de vertigem, só a aumenta — já que ela os lembra de que, acima das suas cabeças, há toneladas de terra e água.

A segunda estação de metrô mais profunda do mundo está localizada na cidade russa de São Petersburgo, que, assim como a capital da Ucrânia, apresenta particularidades no solo que impedem a construção da linha perto da superfície. Ela fica a 86 metros de profundidade e começou a operar em 1987.