Select Page

O futuro da profissão de motorista estaria chegando ao fim?

O amolador de facas, datilógrafos e tantas profissões deixaram de existir com as inovações causadas pelo homem que agora estamos chegando perto de ver mais uma profissão indo parar em imagens nas paredes de museus.

A tecnologia de ônibus autônomo com passageiros está próxima a se tornar realidade. Após o Robot Shuttle (foto abaixo) passar por provas no Japão, a Alemanha agora também o está submetendo a testes em seu modelo sem motorista.

Sensores cobrem 360º ao redor do modelo autônomo Robot Shuttle

O modelo, ainda sofrendo ajustes,  só trafega dentro de um centro de pesquisas em Berlim, capital do país, onde o ambiente é controlado. Nesse período de testes, o autônomo tem sua velocidade limitada em 8 km/h, podendo chegar até 20 km/h no futuro, e roda com um supervisor a bordo para garantir que não ocorra incidentes.

Eventuais falhas estão em processo de correção, segundo os engenheiros do modelo

Na parte de segurança, o autônomo é dotado de cinco sensores que cobrem 360º ao seu redor. De acordo com as especificações técnicas do fabricante, ao detectar um pedestre ou objeto à frente, o modelo freia a 12 m de distância. Porém, ainda há deficiências técnicas no projeto, como a não identificação de um obstáculo que surja repentinamente no caminho, o que, segundo os engenheiros envolvidos no projeto, já está sendo sanado.

No período de testes, a velocidade do ônibus é limitada a 8 km/h

Voltado a ambientes controlados, futuramente, o modelo deve ser empregado em aeroportos, universidades e locais com condições de tráfego previsíveis.

 

 

 

 

 

Matéria com referência no:
transportemundial.com.br