Select Page

Boa notícia para quem vender carros em concessionárias nos últimos cinco anos. A isenção da vistoria para carros novos vai passar para cinco anos.

Uma mudança, que valerá a partir de janeiro de 2018, inclui os contratos de divulgação de até cinco anos de fabricação e capacidade de até cinco passageiros, divulgou o Detran-RJ.

A isenção, que anteriormente era de apenas 3 anos, foi alterado para 5 anos devido ao avanço da tecnologia dos automóveis, levando em conta que são poucos os desgastes dos veículos nos cinco primeiros anos de uso, o que não compromete com as condições mínimas de seguranças que são exigidas.

O presidente do Detran, Vinícius Farah, justifica “Se as concessionárias oferecem 5 anos de garantia em seus veículos por que não o Detran cobrir esse prazo também?”

Uma alteração de taxa de licenciamento anual sem valor de R $ 135,32 para os donos dos carros que contém como características. No entanto, não há exigência de emissão anual do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV).

 

 

“Ouvimos nossos serviços técnicos como demandas dos donos dos carros. Se há montadoras que garantam cinco anos de garantia em seus automóveis, não há razão para o Detran não ampliar uma isenção de vistoria para os carros com até cinco anos de uso. Levei a ideia e esse desejo dos usuários ao governador Pezão, que nos autorizou prontamente por entender a importância dessa ação na vida dos cidadãos fluminenses “relatou o presidente do Detran , Vinicius Farah.

Para os demais automóveis, a vistoria permanece obrigatória. Veículos como ônibus, micro-ônibus, caminhões, veículos do ciclo diesel; e automóveis, caminhões, camionetas, motos e utilitários, produção de aluguel, entre outros. Ainda são inclusos veículos de categoria particulares com capacidade maior a cinco passageiros.

Veículos que estão em mudança de domicílio ou residência, transferência de propriedade, alteração de características e mudança de categoria estão dentro da isenção. Esses por sua vez, o que é obrigatório de um novo CRV o pagamento de taxa de vistoria.