Select Page

O Governo Temer juntamente com o Ministério do Planejamento, apresentou um corte de R$5,951 bilhões no orçamento desse ano. O Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, responsável pela meditação e desenvolvimento da tecnologia no Brasil perdeu R$103,6 milhões com o corte.

Porém, esse não foi o ministério mais prejudicado. As verbas bloqueadas pelo governo federal atingiram outros ministérios de maneira mais pesada. O ministério das Cidades, por exemplo teve corte de R$3,476 bilhões e o Ministério da Defesa R$1,358 bilhão.

O governo alegou que a arrecadação de impostos foi baixa, despencando de R$1,386 trilhão para R$ 1,380 trilhão. Com o corte, o governo espera “aplacar os ânimos” de órgãos que denunciam a falta de recursos para o trabalho, como a Polícia Federal, INSS e a Companhia Brasileira de Trens Urbanos.