Select Page

 

“Não vamos permitir carros autônomos na Índia. Estou sendo bem claro em relação a isso”, afirmou com muita seriedade Nitin Gadkari, ministro de transporte e estradas da Índia.

“Estou sendo bem claro diante disso (…) não vamos permitir qualquer tecnologia que vá tirar empregos. Em um país em que se tem desemprego, você não pode ter uma tecnologia que vai acabar tomando os empregos das pessoas”.

O problema enfrentado pela Índia vem pela circunstância do país contar com 22 mil motoristas comerciais atuando. Além disso, há um aumento de 5 mil previsto pelo governo em função de programas de incentivo, fora a abertura de centros de treinamento.

O ministro não foi o único a desprezar a ideia dos carros autônomos. O ex-CEO da Uber, Travis Kalanick afirmou que a Índia não deve receber veículos autônomos, pois o transito por lá já apresenta imensas dificuldades, além da falta de estrutura do país.