Select Page

A concessionária Régis Bittencourt, do grupo Arteris, realizou no dia 28 de junho, uma operação que simulou um incêndio dentro de um dos novos túneis construídos na da Serra do Cafezal, na BR116, no trecho que liga São Paulo a Curitiba. Os testes simulados são realizados para treinar as equipes de socorro e primeiro atendimento que irão operar a rodovia e, também, para testar os equipamentos e sistemas de monitoramento e automação.

A operação envolveu, além da própria concessionária, a Polícia Rodoviária Federal, o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil, a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a empresa Mobilitex (ex-SICE do Brasil), do grupo Comtex, responsável pelo equipamento de monitoramento e inteligência dos túneis.

O grupo Comtex adquiriu a operação da espanhola SICE no Brasil em 2014. A partir de 2017, a empresa passou a se chamar Mobilitex. A empresa é especializada em soluções inteligentes de mobilidade urbana. Foi responsável, também, pelo projeto de semáforos inteligentes em Salvador, que podem aumentar a fluidez do trânsito em até 30% na capital baiana, e pelo sistema de monitoramento e automação do Metrofor, metrô de Fortaleza.

Na Serra do Cafezal, (Km360 da BR116) estão sendo entregues 4 novos túneis pela Concessionaria Régis Bittencourt do grupo Arteris (T1 com 351 metros, T2 com 226 metros, T3 com 746 metros e T4 com 391 metros). Três deles já se encontram na fase de testes. E o quarto tem previsão de término em dezembro. Esta obra pode ser considerada a mais importante obra de infraestrutura rodoviária do país atualmente porque, neste trecho, ainda de pista simples, ocorrem muitos acidentes quase que diariamente. A ligação entre São Paulo e Curitiba já se encontra toda duplicada e este é o último trecho que ainda falta.

Alexandre Amaral de Moura, diretor do grupo Comtex avalia que a operação de hoje foi muito importante para a segurança dos futuros usuários do sistema de túneis da Serra do Cafezal.

“A segurança das pessoas deve vir em primeiro lugar e, por isso, os testes precisam ser realizados com altíssimo nível técnico”. A Mobilitex (ex-SICE do Brasil) preparou todo o sistema de automação para o teste de hoje, realizado no Túnel 1. Além disso, cada entidade contou com um inspetor responsável por realizar uma posterior avaliação do treinamento baseado na observação minuciosa do evento. Todos os detalhes foram devidamente filmados e registrados por uma equipe da concessionária. “O evento foi muito bem-sucedido e tudo funcionou como previsto”, concluiu Alexandre Moura.

__________________________________________________________________________________

A Mobilitex, do grupo Comtex, foi a responsável pela instalação do sistema de ITS Interurbano nos túneis (Inteligent transport system).

Os sistemas fornecidos são os seguintes:

  • Software de Automação e gestão do tráfego – ITS, incluindo os seguintes sub sistemas:
  • Controle de sensoriamento ambiental
  • Combate a incêndios, incluindo hidrantes, caixas de água e sensores
  • Energia, incluindo as sub estações de energia
  • Detecção de incêndios
  • Circuito de monitoramento através de câmeras – CFTV
  • Detecção automática de incidentes – DAI
  • Telefonia de emergência / postes SOS
  • Megafonia
  • Painéis de Mensagens Variáveis – PMV
  • Medidores de altura
  • Rede de comunicações IP