Select Page

No último mês de maio, a cidade mais cosmopolita do mundo árabe, Dubai, adotou um sistema, no mínimo curioso, de vigilância. Robôs são responsáveis por patrulhar as ruas do emirado árabe ao lado de policiais de carne e osso. Os robôs são equipados com câmeras para reconhecimento facial e com uma tela sensível ao toque localizada na altura do peito do androide. Eles são capazes de “entender” vários idiomas possuem comunicação direta com os centros de chamadas da polícia de Dubai.

A ideia é que os robôs auxiliem os policiais no reconhecimento de pessoas suspeitas que constam nos banco de dados do país. A máquina pode reconhecer um rosto até a 20 metros de distância. Uma função menos nobre dos robôs policiais é permitir que os cidadão paguem suas multas de trânsito usando a tela no peito da máquina. Contudo, oficiais de Dubai esperam ter esses androides fazendo parte de 25% de toda a força policial até 2030.

Espera-se que até essa data, Dubai possa contar com uma delegacia totalmente operada por robôs deixando aos humanos as tomadas de decisão de maior relevância. Ao que parece, as máquinas estão fazendo parte de todas as áreas de trabalho do humanos. Preparem-se porque vem mais coisa no futuro.